current time

sábado, 20 de Dezembro, 2014 - 13h27

website utilities

Após goleada, Tottenham demite André Villas-Boas

Depois da humilhante goleada do dia anterior, quando perdeu em casa para o Liverpool por 5 a 0, o Tottenham anunciou nesta segunda-feira a demissão do português André Villas-Boas. Assim, fracassa mais uma tentativa do jovem treinador de se firmar no futebol inglês.

Antes de levar de 5 a 0 do Liverpool, o Tottenham já tinha perdido por 6 a 0 para o Manchester City no dia 24 de novembro. Assim, depois de 16 rodadas disputadas, o time londrino ocupa a sétima colocação no Campeonato Inglês, com 27 pontos - o líder é o Arsenal, com 35.

Villas-Boas chegou ao Tottenham em julho do ano passado, quando assinou um contrato de três temporadas. Na primeira delas, levou o time ao quinto lugar no Campeonato Inglês. Agora, não resistiu às duas goleadas praticamente seguidas para fortes rivais na Inglaterra.

Aos 36 anos, Villas-Boas ficou famoso pelo trabalho que fez no Porto na temporada 2010/2011, quando conquistou o título invicto do Campeonato Português e também foi campeão da Liga Europa. Assim, o promissor treinador atraiu o interesse do Chelsea, para onde foi em junho de 2011.

No Chelsea, porém, ele não teve vida longa. Mesmo com contrato de três temporadas, foi demitido em março de 2012. Pouco tempo depois, Villas-Boas teve nova chance num clube de ponta do futebol inglês. Mas a passagem pelo Tottenham também acabou de forma frustrante.

Nesta temporada, o Tottenham perdeu o astro galês Bale para o Real Madrid, mas investiu mais de US$ 160 milhões em reforços - seu elenco conta com três brasileiros, o goleiro Gomes e os volantes Sandro e Paulinho. Por isso, não houve muita paciência com Villas-Boas.

Em curto comunicado, o Tottenham informou nesta segunda-feira a saída de Villas-Boas, explicando que foi de "comum acordo" e atendeu ao "interesse de todas as partes". O novo técnico do clube londrino, para substituir o português, ainda não foi definido.