current time

sábado, 25 de Março, 2017 - 16h30

website utilities

Junho 2013

Índios terenas permanecem em fazenda de Mato Grosso do Sul

Os índios terenas que voltaram ontem (31) a ocupar a Fazenda Buriti, em Mato Grosso do Sul, permanecem no local. Não houve entendimento após a reunião de ontem com representantes da Justiça do estado, de fazendeiros e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Um novo encontro para discutir a situação está previsto para hoje (1º).

No último dia 30, o índio terena Osiel Gabriel, de 35 anos, de maio. Ao menos mais três índios e um policial foram atendidos no Hospital Beneficente Elmíria Silvério Barbosa com ferimentos leves.

Consumidores começam a ser informados sobre custo de geração de energia elétrica

A partir de hoje (1º), as distribuidoras de energia elétrica deverão informar, por meio das faturas emitidas aos consumidores, as bandeiras tarifárias (verde, amarela e vermelha) que indicarão o custo da energia usada em função das condições de geração de eletricidade. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), para o mês de junho foram acionadas bandeiras vermelhas nos quatro subsistemas de geração de energia: Sudeste/Centro-Oeste, Norte, Nordeste e Sul.

Estado de saúde de turista alemão baleado no Rio ainda é considerado grave

O turista alemão Daniel Baijaim continua internado na unidade semi-intensiva do Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde foi operado sexta-feira (31), depois de ser baleado no início da tarde quando passeava com um amigo na Favela da Rocinha, na zona sul do Rio.

De acordo com informação dada hoje (1º) pela assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, o estado de Baijaim é estável, mas ainda considerado grave. A bala atingiu o fígado do estrangeiro.

Funai lamenta morte de índio e confirma que não foi avisada de operação policial

A Fundação Nacional do Índio (Funai) lamentou a morte de Oziel Gabriel, índio terena, de 35 anos, morto a tiros na quinta-feira (30), durante a desocupação de uma fazenda em Sidrolândia (MS). Determinada pela Justiça Federal, a operação foi coordenada pela Polícia Federal (PF) e contou com o apoio de policiais militares sul-mato-grossenses. Além da morte de Gabriel, atingido por um projétil no abdômen, ao menos mais três índios e um policial ficaram feridos durante o confronto e foram atendidos no Hospital Beneficente Elmíria Silvério Barbosa.

Páginas