current time

sábado, 25 de Março, 2017 - 16h40

website utilities

Brasileiros disputam no Panamá a Olimpíada Ibero-Americana de Matemática

foto: Fir0002 / wikimedia

foto: Fir0002 / wikimedia

O Brasil disputará, a partir deste domingo (22), a 28ª Olimpíada Ibero–Americana de Matemática, no Panamá. A competição reunirá representantes de 22 países. O time brasileiro será formado por quatro estudantes que foram bem classificados na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). Os representantes do país são Franco Matheus Severo (RJ), Rafael Kazuhiro Miyazaki (SP), Rodrigo Sanches Ângelo (SP) e Victor Reis (PE).

Eles serão acompanhados pelos professores Pablo Ganassim (SP) e Eduardo Vagner (RJ), que será o líder da delegação. Segundo Vagner, o país tem polos de excelência em ensino de matemática, mas no geral a disciplina é ministrada de forma deficiente.

“O Brasil está bem no ensino de matemática, em nível de excelência. Mas o ensino para a população, o básico, está muito mal. Nós temos grandes matemáticos, no nível dos melhores do mundo, mas são poucos. É preciso melhorar o conteúdo dos professores. Se eles não conhecem bem a matéria, não tem como ensinar. E não há metodologia que salve isso”, disse Vagner.

De acordo com ele, o Brasil vem se sobressaindo nos últimos anos na Olimpíada Ibero-Americana de Matemática. “Estamos sempre entre os primeiros, mas nos últimos anos temos sido ultrapassados pelo Peru, país que tem investido muito em educação”.

O jovem Victor Reis, de 16 anos, ficou em sétimo lugar na OBM de 2012, ganhando medalha de prata. Ele passou no vestibular e vai cursar engenharia da computação na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ele reconhece que a disciplina da matemática não é bem ensinada nas escolas brasileiras. “Hoje em dia se ensina muito a memorizar coisas, fórmulas, decorebas, e não se incentiva a raciocinar. O ensino é muito focado no vestibular e não na matemática em si”, disse o estudante.

O grupo brasileiro conquistou este ano três medalhas de prata e uma de bronze na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO, na sigla em inglês), que ocorreu na Colômbia. O Brasil ficou em 28º lugar, entre 97 países participantes.

Edição: Juliana Andrade