current time

sábado, 25 de Março, 2017 - 16h44

website utilities

Economia

Bolsas de NY fecham em alta com indicador do PIB

As Bolsas dos EUA fecharam em alta forte nesta quinta-feira, 30, praticamente recuperando as perdas da véspera. O mercado reagiu positivamente ao informe de que o PIB dos EUA cresceu à taxa anualizada de 3,2% no quarto trimestre (ou 2,7% na comparação com o mesmo período do ano anterior) e ignorou o informe de que o número de pedidos de auxílio-desemprego teve um crescimento de 19 mil na semana passada, para 348 mil, quando a expectativa era de 330 mil.

Ibovespa cai 0,66% com saída de estrangeiros

A melhora do clima no exterior não impediu que a Bovespa fechasse em queda nesta quinta-feira, 30, pressionada pela saída de investidores estrangeiros à tarde. O Ibovespa caiu 0,66%, aos 47.244,26 pontos, e já acumula baixa de 8,28% no mês de janeiro.

A bolsa oscilou entre os territórios positivo e negativo durante grande parte da sessão, apesar dos ganhos robustos registrados pelos índices acionários em Nova York. Na máxima do dia, o Ibovespa somou 48.034 pontos (+1,00%) e na mínima, atingiu 47.115 pontos (-0,93%). O volume de negócios somou R$ 5,799 bilhões.

Dilma comemora no Twitter números do IBGE sobre emprego

A presidente Dilma Rousseff comemorou os dados da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgados nesta desta quinta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "O IBGE divulgou hoje que a taxa de desemprego nas seis maiores regiões metropolitanas do País em 2013 foi a menor da história", citou Dilma, em conta no microblog Twitter. Segundo a presidente, "é o retrato de um país que vem criando oportunidades de emprego. Os números são impressionantes quando analisados ao longo do tempo".

Dólar cai ante o real em meio à realização de lucros

O dólar interrompeu três sessões consecutivas de alta e fechou em queda ante o real nesta quinta-feira, 30. Após a forte valorização nas duas últimas semanas, os investidores aproveitaram para realizar lucros, em meio à recuperação de divisas emergentes e à disputa antes da formação da taxa Ptax, na sexta-feira.

O dólar à vista no balcão terminou cotado a R$ 2,4160, baixa de 0,82%. Por volta das 16h30 o giro estava em torno de US$ 833,3 milhões. No mercado futuro, o dólar para fevereiro caía 0,92%, a R$ 2,4170. O volume de negociação estava em torno de US$ 16 bilhões.

Tesouro: Está suspenso repasse da Caixa para Eletrobras

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, afirmou nesta quinta-feira, 30, que está suspenso o repasse de R$ 2,3 bilhões da Caixa para a Eletrobras. Os recursos serviriam para pagar dívidas de suas subsidiárias com um fundo setorial, a Reserva Global de Reversão (RGR).

INA com ajuste cai 1,5% em dezembro, diz Fiesp

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista caiu 1,5% em dezembro em relação a novembro, na série com ajuste sazonal, informou nesta quinta-feira, 30, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Na mesma base de comparação, na série sem ajuste sazonal, o indicador caiu 13,8%. Além disso, o INA teve queda de 1,4% na comparação de dezembro de 2013 com o mesmo mês de 2012. No acumulado de janeiro a dezembro, o INA cresceu 2,1% ante igual período de 2012.

Despesas do governo sobem mais do receitas em 2013

As despesas do governo central, formado por Tesouro, Previdência e Banco Central, subiram bem mais do que as receitas em 2013. As despesas tiveram alta de 13,6% no acumulado de 2013 em relação a 2012 e somaram R$ 914,041 bilhões. As receitas tiveram alta de 11,2%, segundo os dados divulgados nesta quinta-feira, 30, pelo Tesouro Nacional.

Os recursos com concessões no ano passado somaram R$ 22,072 bilhões, 886,6% a mais que em 2012. A transferência de dividendos de empresas estatais para a União foi de R$ 17,141 bilhões, queda de 38,8% em relação ao ano anterior.

Cade multou empresas em R$ 491 mi por infrações em 2013

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) atuou com mais rigor em 2013 contra práticas anticompetitivas das empresas. Ao todo, o órgão condenou 22 casos no ano passado, com multas que, somadas, chegam a R$ 491,6 milhões. As informações estão em relatório divulgado na tarde desta quinta-feira, 30, pelo órgão. O documento traz o balanço dos processos recebidos e julgados pelo Cade em 2013, com respectivas decisões.

BNDES foi a estatal que mais pagou dividendos em 2013

O Banco Nacional de Desenvolvimento, Econômico e Social (BNDES) foi a estatal que mais pagou dividendos em 2013, de R$ 6,998 bilhões. A Caixa Econômica Federal foi responsável pela transferência à União de R$ 4 bilhões e o Banco do Brasil (BB), de R$ 3,455 bilhões. A Petrobras pagou R$ 1,015 bilhão em dividendos. Os dividendos somaram R$ 17,141 bilhões em 2013, queda de 38,8% em relação a 2012.

Superávit primário de 2013 é o menor desde 2009

As contas do governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social) apresentaram em 2013 um superávit primário de R$ 77,072 bilhões, o que equivale a 1,60% do Produto Interno Bruto (PIB). Este é o menor valor desde 2009, quando o superávit primário foi de R$ 39,436 bilhões (1,2% do PIB). O resultado fiscal de 2013 representa uma queda de 12,7% (R$ 11,2 bilhões) em relação a 2012, quando o superávit foi de R$ 88,262 bilhões (2,01% do PIB).

Economista teme efeito de crise argentina sobre o Brasil

Preocupa mais a crise na Argentina, no que tange aos impactos negativos sobre a economia brasileira, do que uma desaceleração mais acentuada da economia chinesa, mesmo sendo a China o maior demandador mundial de commodities e o Brasil um dos maiores ofertantes. A avaliação é do economista-chefe do banco árabe ABC Brasil, Luís Otávio de Souza Leal, tendo em conta a revisão para baixo na projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da China no primeiro trimestre de 2014 pelo Banco Credit Suisse, de 7,4% para 6%.

Emprego na construção civil de SP cresce 1,54% em 2013

O total de trabalhadores empregados no setor de construção civil no País no fim de 2013 foi 1,54% maior do que no fim de 2012. No ano, foram criadas 52 mil vagas de trabalho (saldo das contratações menos demissões), de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 30, pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o setor empregava 3,426 milhões de trabalhadores em todo o país ao final de dezembro.

Páginas