current time

quinta-feira, 30 de Março, 2017 - 19h42

website utilities

Economia

Desemprego em dezembro passado é o menor do IBGE

A taxa de desocupação verificada em dezembro de 2013, de 4,3%, é a menor da série histórica do IBGE, iniciada em março de 2002. Em novembro de 2013, a taxa havia sido de 4,6%. Com o resultado, a taxa média de desemprego no ano de 2013 ficou em 5,4%, também a menor da história. O resultado foi 0,1 ponto porcentual abaixo da taxa média de 2012 (5,5%) e 7,0 pontos porcentuais inferior à taxa de 2003 (12,4%).

Desemprego fica em 4,3% em dezembro, segundo o IBGE

A taxa de desemprego apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 4,3% em dezembro de 2013. Em novembro, a taxa foi de 4,6%. O resultado veio dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções (de 4,2% a 4,6%), e abaixo da mediana de 4,4%. O rendimento médio real dos trabalhadores registrou queda de 0,7% em dezembro ante novembro e aumento de 3,2% na comparação com dezembro de 2012.

Preços ao produtor sobem 0,65% em dezembro, diz IBGE

O Índice de Preços ao Produtor (IPP) registrou alta de 0,65% em dezembro ante novembro de 2013, o informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quinta-feira, 30. Em novembro, a taxa havia ficado em 0,64%, conforme dado revisado (+0,62% na leitura inicial).

O indicador ainda acumulou alta de 5,75% no ano de 2013, contra 7,16% em 2012. O IPP mede a evolução dos preços de produtos na "porta da fábrica", sem impostos e fretes, de 23 setores da indústria de transformação.

FGV: soja, leite e milho reduzem alta do IPA em janeiro

Na passagem de dezembro para janeiro, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), apurado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), desacelerou de 0,63% para 0,31%, com forte contribuição do grupo Matérias-Primas Brutas, que passou de alta de 1,25% para queda de 0,13 no período.

Preços agrícolas recuam 0,89% em janeiro, diz FGV

Os preços dos produtos agropecuários no atacado caíram 0,89% em janeiro, após registrarem alta de 0,75% em dezembro, informou Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira, 30. Já os preços de produtos industriais avançaram 0,76% ante alta de 0,58% em dezembro.

Os preços dos bens intermediários subiram 0,80% em janeiro ante avanço de 0,53% em dezembro. Já a variação dos bens finais foi de 0,19%, após elevação de 0,17% no mês anterior. Os preços das matérias-primas brutas recuaram 0,13% em janeiro, ante alta de 1,25% em dezembro.

Desemprego na Alemanha fica em 6,8% em janeiro

A taxa de desemprego ajustada na Alemanha em janeiro foi de 6,8%, inalterada ante dezembro, mas abaixo da previsão de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, de 6,9%.

O número de desempregados na maior economia da zona do euro caiu 28 mil, em termos ajustados, para 2,927 milhões de pessoas em janeiro, de 2,955 milhões no mês passado, segundo o Escritório do Trabalho alemão.

Em termos não ajustados, o número de desempregados avançou para 3,136 milhões, de 2,873 milhões em dezembro, e a taxa de desemprego subiu a 7,3% em janeiro, de 6,7% no mês passado.

IGP-M desacelera alta em janeiro para 0,48%, diz FGV

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) desacelerou de 0,60% em dezembro para 0,48% em janeiro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira, 30. O resultado do IGP-M de janeiro ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo AE Projeções, entre 0,40% e 0,57%, e abaixo da mediana de 0,50%.

FGV: confiança do setor de Serviços recua em janeiro

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 0,9% na passagem de dezembro para janeiro, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira, 30. O indicador saiu de 118,3 pontos para 117,2 pontos no período. Com o resultado, o ICS se mantém abaixo de sua média histórica, que é de 124,0 pontos.

PIB da espanha cresce 0,3% no 4ºtrimestre

A Espanha permaneceu longe da recessão pelo segundo trimestre consecutivo, segundo informações preliminares do escritório nacional de estatísticas (INE).

No quarto trimestre deste ano o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,3% sobre o terceiro trimestre, mas em base anual a economia registrou uma queda de 0,1%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Redução dos estímulos reflete força dos EUA, diz Amari

O ministro da Economia do Japão, Akira Amari, pediu calma aos investidores nesta quinta-feira à medida que a Bolsa de Tóquio recua expressivamente em meio às preocupações sobre as economias emergentes, após a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) em reduzir o seu programa de compra mensal de ativos pela segunda vez em seis semanas.

O ministro japonês disse que as turbulências no mercado global, incluindo a queda acentuada do índice Nikkei nesta quinta-feira, "refletem a dificuldade de o Fed implementar uma saída da sua política de flexibilização quantitativa."

PMI industrial da China recua para 49,5 em janeiro

O índice de atividade dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial da China, medido pelo banco HSBC, recuou para 49,5 na leitura final de janeiro, ante 50,5 em dezembro. Abaixo de 50, a leitura indica contração da atividade em relação ao mês anterior. O número veio abaixo do dado preliminar, divulgado na semana passada, que indicava queda para 49,6.

TPP é possível se Obama for determinado, diz Amari

O ministro da Economia do Japão, Akira Amari, disse nesta quinta-feira que ainda esperava que fosse estabelecido um importante acordo comercial envolvendo os Estados Unidos, o Japão e outros países da região da Ásia-Pacífico, mesmo com menos perspectiva de que o presidente norte-americano, Barack Obama, consiga apoio no Congresso para as negociações comerciais.

"Se o presidente Obama vem à mesa de negociações com uma determinação forte o suficiente para envolvê-los, outros países seguirão o exemplo e também farão mais esforços", afirmou Amari.

Páginas