current time

sábado, 25 de Março, 2017 - 16h44

website utilities

Inscrições do Enem têm mais de 5,2 milhões de isentos

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

Mais de 65% do total de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão isentos da taxa de inscrição de R$ 35, conforme antecipou na última quarta-feira (29) a Agência Brasil. De acordo com dados divulgados hoje (31) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza o exame, 5.247.993 candidatos dos 7.834.024 que fizeram a inscrição atendem aos requisitos de isenção, comprovaram os dados e têm, portanto, a inscrição confirmada.

A isenção vale para estudantes concluintes do ensino médio em escolas públicas ou que têm renda mensal per capita inferior a um salário mínimo e meio. Segundo o Inep, 1.315.506 são concluintes de escolas públicas e 3.932.487 têm renda de até um salário mínimo e meio, ou seja, representam 50,2% dos total de inscritos e 75% dos isentos.

No ano passado o número total de isentos foi 3.994.140. Em relação ao total de inscritos no Enem 2012, 6,495 milhões, o número representa cerca de 61,5%. No ano passado, eram isentos além dos concluintes de escolas públicas, aqueles com renda de até um salário mínimo per capita.

Dentre os pagantes, conforme dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), na última quarta-feira, 395 mil inscrições tinham sido pagas e pouco mais de 2 milhões ainda aguardavam pagamento. Um balanço com o total de pagantes deve ser divulgado pela pasta na próxima semana.

Se todas os pagantes de fato efetuarem o pagamento e tiverem as inscrições confirmadas, a arrecadação este ano será pouco mais de R$ 90 milhões. E o custo em 2013 - tomando por base o custo do exame de 2012, R$ 46 por pessoa - será cerca de R$ 360,3 milhões.

De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o Enem custa três vezes menos do que os vestibulares regulares. Mercadante diz que o Enem gera uma economia de cerca de R$ 5 milhões por instituição, o que totaliza R$ 595 milhões poupados - valor que cobriria o gasto aproximado com o exame deste ano.

Mesmo assim, quando anunciou as regras do Enem 2013, Mercadante fez um pedido: "Apelo para aqueles que se inscreverem para que realmente façam o Enem. Os custos levam em conta os inscritos e temos tido uma diferença importante". No ano passado, foram 5,8 milhões de inscritos. Desses, 4,3 milhões fizeram a prova.

O Enem será aplicado nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. A nota do exame pode ser usada para classificação no Sisu e também para concorrer a vagas em instituições privadas de ensino superior, por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni).

Uma boa avaliação no Enem é também requisito para obter bolsa no Programa Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O exame é usado ainda para certificação do ensino médio de estudantes maiores de 18 anos que não têm o documento.

Edição: Fábio Massalli