current time

sexta-feira, 24 de Março, 2017 - 09h00

website utilities

Mundo

Conselho da IAIEA endossa acordo nuclear com o Irã

O principais países que compõem a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), organismo ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), endossaram por unanimidade o papel da organização no monitoramento do cumprimento, pelo Irã, de um acordo a respeito do programa nuclear do país.

Ucrânia: Presidente promete concessões

O presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich, prometeu hoje fazer uma série de concessões aos opositores de seu governo em meio aos protestos que incendiaram o país nos últimos dias, informam agências de notícias russas. Entre as concessões, Yanukovich teria prometido uma reforma em seu governo e uma anistia a ativistas detidos durante os protestos, segundo a Interfax e outras agências de notícias russas.

Quarta explosão deixa mais um morto no Cairo

Autoridades de segurança egípcias informaram que uma bomba, colocada numa rua atingiu um comboio de forças de segurança que passava or uma movimentada via da capital, matando uma pessoa no quarto ataque com bomba do dia.

A televisão estatal confirmou a morte, mas não forneceu detalhes da explosão desta sexta-feira, que elevou para seis o número de mortos em atentados no Cairo. Imagens de televisão mostraram um corpo no chão, enquanto helicópteros miliares sobrevoavam o local.

Mais de 140 iraquianos já fugiram da província de Anbar

Mais de 140 mil iraquianos fugiram de partes da província de Anbar nas últimas semanas por causa dos confrontos entre o exército e milicianos ligados à rede extremista Al-Qaeda, informa o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur). Trata-se do mais grave deslocamento de população civil observado nos últimos anos no Iraque, declarou Peter Kessler, porta-voz do Acnur.

Tunísia votará nova Constituição amanhã

A Assembleia Constituinte da Tunísia votará amanhã a adoção de uma nova Carta Magna para o país, informou um assessor parlamentar. A votação pôde ser marcada depois de os deputados constituintes terem finalmente aprovado todos os artigos do histórico documento.

A votação ocorrerá apenas alguns dias depois do terceiro aniversário do levante popular que culminou na deposição do ditador Zine Ben Ali. Para ser adotada, a nova Constituição tunisiana precisará ser aprovada por dois terços da Assembleia.

Irã defende que 'elementos estrangeiros' saiam da Síria

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, defendeu nesta sexta-feira a saída de "todos os elementos estrangeiros" envolvidos no conflito sírio, para que assim a população do país possa decidir por si só seu futuro.

A declaração do chanceler iraniano foi feita em um painel de debate sobre o Oriente Médio durante o Fórum Econômico Mundial, realizado na cidade suíça de Davos.

Canadá: 30 ainda desaparecidos após incêndio em asilo

Investigadores canadenses reviravam nesta sexta-feira os escombros congelados de um asilo de idosos destruído por um incêndio ocorrido ontem na província de Québec. O número de mortes confirmadas subiu de três para cinco, enquanto 30 moradores do asilo continuavam desaparecidos.

O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, disse que há poucas dúvidas de que o número de mortos aumentará consideravelmente, à medida que avançar o trabalho de remoção dos escombros, prejudicados pelas temperaturas congelantes em L'Isle-Verte, 225 quilômetros a nordeste da cidade de Québec.

Governo sírio ameaça se retirar de negociações de paz

O governo da Síria ameaça se retirar das negociações de paz sobre a guerra civil no país se "negociações sérias" não começarem no sábado. A delegação escolhida pelo presidente Bashar Assad reuniu-se nesta sexta-feira por menos de 90 minutos com o mediador da Organização das Nações Unidas (ONU), Lakhdar Brahimi, como parte da conferência de paz com a oposição.

Manifestantes ucranianos ocupam prédios do governo

Manifestantes ucranianos ocuparam prédios do governo na capital do país nesta sexta-feira, ao mesmo tempo em que mantinham cerco a vários escritórios governamentais no oeste da Ucrânia, elevando a pressão sobre o governo do presidente Viktor Yanukovych.

Ataques em várias partes do Cairo deixam 5 mortos

Três ataques contra áreas conhecidas do Cairo deixaram cinco mortos nesta sexta-feira. Nenhum grupo havia assumido a autoria dos atentados, mas eles apresentam características de ações realizadas por extremistas islâmicos que têm cada vez mais atacado alvos policiais e militares desde o golpe de 3 de julho, que derrubou o presidente Mohammed Morsi, e do início da feroz repressão contra partidários da Irmandade Muçulmana.

Carro-bomba explode no Cairo

Um carro-bomba atingiu a sede da polícia do Cairo, matando pelo menos uma pessoa em uma explosão ouvida em toda a capital, informaram funcionários do Ministério da Saúde e a polícia egípcia. De acordo com uma emissora de televisão estatal, o número de mortos subiu para três.

"Foi um carro-bomba", disse o porta-voz do Ministério do Interior, Hany Abdel Latif.

A explosão estourou as janelas da sede da polícia no bairro de Abdeen, no Cairo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Coreia do Norte pede fim de atos hostis da Coreia do Sul

O órgão máximo militar da Coreia do Norte pediu nesta sexta-feira o fim de todas as hostilidades em uma carta aberta para a Coreia do Sul. A carta foi assinada pleo líder norte-coreano, Kim Jong-Un.

"O que é importante para restabelecer os laços entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é parar todos os atos militares hostis, que é o maior obstáculos que alimenta desconfiança e confronto", disse a carta da Comissão de Defesa Nacional norte-coreana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Páginas