current time

sábado, 25 de Março, 2017 - 06h43

website utilities

Prostitutas de MG já aceitam cartão de crédito

Foto: SXC

Foto: SXC

Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig) firmou uma parceria com a Caixa Econômica Federal para que as prostitutas possam receber pagamentos via cartão de crédito e de débito.

A novidade foi anunciada pela presidente da Aprosmig, Cida Vieira, que disse ao site G1 que a Caixa Econômica “foi o primeiro banco a reconhecer a nossa profissão, sem preconceito”. A representante foi umas das primeiras prostitutas a receber a máquina para cartão, que chegou esta segunda-feira (4).

Em declarações ao G1, Cida explica que a parceria foi firmada em outubro, no âmbito do programa da Caixa voltado para microempreendedores que aceita que "clientes do banco que possuem CNPJ podem, também, ter acesso a serviços como o recebimento de pagamentos por meio de cartões de crédito e débito". Além de Cadastro Nacional de Pessoal Jurídica (CNPJ), elas terão benefícios, como cartão de crédito com anuidade gratuita por um ano, cheque especial e capital de giro.

A presidente da entidade salienta os benefícios da novidade: não apenas as prostitutas poderão receber pagamentos via cartão sem intermediários, mas também os clientes poderão andar com mais segurança, sem precisar trazer altas quantias em espécie. Na conta do cartão, aparece só "prestação de serviço", sem detalhar a atividade.

O slogan? "Goze agora e pague depois”.