current time

segunda-feira, 27 de Março, 2017 - 03h34

website utilities

Saúde

14 milhões de pessoas têm cancer no mundo

O número de pessoas diagnosticadas com câncer no mundo somou mais de 14 milhões no ano passado, informou a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os dados revelam um aumento acentuado em relação a 2008, quando 12,7 milhões foram registrados.

Nesse período, o número de mortes também cresceu, de 7,6 milhões para 8,2 milhões.

ONG questiona distribuição de remédios para impedir transmissão do HIV e pede investimentos em prevenção

Organizações da sociedade civil que há dez anos monitoram o atendimento a pacientes com aids pelo Ministério da Saúde temem um retrocesso no país. Após anúncio de mudanças no tratamento para pessoas que acabaram de ser diagnosticadas com HIV e de medidas para facilitar a testagem, o Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual (GTPI) divulgou comunicado sugerindo que o sucesso do programa brasileiro pode estar em em risco.

ONG diz que licenciamento compulsório de remédios para aids baixa custos do tratamento

O governo brasileiro poderia economizar um montante expressivo na compra de medicamentos para a aids. A avaliação é do Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual (GTPI), que reúne 13 entidades e há dez anos acompanha o tema. O aumento de custos de medicamentos protegidos por patentes é um problema para o financiamento de ações de combate a aids, argumenta o grupo, que defende medidas como o licenciamento compulsório.

De tanto beber, James Bond seria impotente

“Vodca martini, batido, não mexido” é um dos bordões mais conhecidos do agente secreto James Bond, imortalizado no cinema por Sean Connery, Roger Moore, Daniel Craig e outros famosos atores.

A famosa "paixão" por álcool do personagem de vários livros do autor britânico Ian Fleming foi estudada por alguns médicos que concluíram que, se fosse de carne e osso, James Bond provavelmente seria impotente e estaria à beira da morte, indica a BBC.

Mais Médicos vai ser avaliado e pode ampliar número de estrangeiros, diz Dilma

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (13) que o Programa Mais Médicos irá passar por uma avaliação em março de 2014 e mais médicos estrangeiros poderão ser contratados, caso o governo considere necessário. A estimativa do Ministério da Saúde é que, até março, o programa tenha 13 mil médicos brasileiros e estrangeiros e garanta a cobertura de atendimento, nas unidades básicas de saúde, a quase 46 milhões de pessoas.

Ministério da Saúde envia 230 mil vacinas para o Rio

O Ministério da Saúde enviou hoje (12) vacinas, medicamentos e insumos de saúde para atender a população, que sofre com a chuva e enchentes em vários municípios do Rio de Janeiro. Foram entregues 230 mil doses de vacinas, sendo 150 mil de DT (contra tétano e difteria) para adultos e 80 mil doses de DTP (contra difteria, tétano e coqueluche) para crianças, além de um kit de remédios e insumos com capacidade para atender cerca de 1.500 pessoas por mês.

STJ decide que planos de saúde não podem restringir tipos de tratamento médico

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que as operadoras de planos de saúde podem fixar nos contratos as doenças que serão cobertas, mas não podem estipular tipo de tratamento que será utilizado pelo médico. O caso foi decidido em um processo em que empresa Itauseg Saúde S/A negou–se a autorizar procedimento que usa um robô para tratar um paciente com câncer. 

Planos de saúde terão de cobrir exames de 29 doenças genéticas

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicou normas que ampliam a cobertura obrigatória dos planos de saúde para exames de 29 doenças genéticas. A medida começa a valer a partir do dia 2 de janeiro de 2014, assim como o novo rol de procedimentos obrigatórios dos planos.

Um dos exames que deverá ser oferecido é para a análise dos genes BRCA1/BRCA2, usado na detecção de câncer de mama e ovário hereditários.

Outro incluído na lista é o teste para a diagnóstico da síndrome de Lynch, doença que aumenta o risco de câncer intestinal e outros tumores.

Medicamento usado pelo SUS em transplantados será produzido com matéria-prima nacional

O ministro da saúde, Alexandre Padilha, visitou hoje (12) os laboratórios da empresa Libbs Farmacêutica, que fabrica exclusivamente para o Sistema Único de Saúde (SUS) o medicamento tracolimo, usado para evitar a rejeição a órgãos transplantados como rim e fígado. A empresa, que antes usava alguns insumos importados na produção do remédio, vai começar, ainda este mês, a produzir o tracolimo com matéria–prima nacional.

Planos de Saúde terão que cobrir testes genéticos

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publica nesta quinta-feira, 12, uma nota técnica com normas para assegurar a cobertura de exames genéticos pelos planos de saúde. Um dos exames contemplados é a análise dos genes BRCA 1 e BRCA 2, que aumentam o risco de câncer de mama. A alteração nesses genes foi o que motivou a atriz Angelina Jolie a fazer uma dupla mastectomia preventiva (retirada das mamas) no início deste ano.

Páginas